Postagens

O nome do blog "Vidasemvoltas" mudou para Japão Cultura e Turismo

Tsuyunoten Jinja, o santuário do "Romeu e Julieta" do Japão

Imagem
Tsuyunoten Jinja, conhecido popularmente como Ohatsu Tenjin, é o santuário onde aconteceu uma história real que se tornou uma das mais célebres peças de bunraku do Japão.
Não se sabe exatamente qual a idade do santuário, mas de acordo com diversos registros (realização de festivais, registros de poemas em livros, citações pelos antigos historiadores e antigos mapas), conta com, pelo menos, 1300 anos. Como a maioria dos locais históricos, turísticos, passou por incêndios e seus edifícios foram reconstruídos.
Localizado perto da estação Higashi Umeda e junto a um famoso shotengai (lojas em galeria coberta), o santuário parece despontar timidamente. 
No entanto, é conhecido também, como protetor de Umeda e Sonezaki, áreas centrais da ex-capital do Japão, Osaka. Os prédios que circundam o santuário demonstram a localização central. Entradas com portais xintoístas, torii, estão em todos os lados. O acesso ao santuário pode ser feito pela Ohatsu Tenjin-dori, pelo shotengai com o mesmo nome e ou…

Ohatsu e Tokubei, o casal "Romeu e Julieta" do Japão

Imagem
A história do casal considerado o "Romeu e Julieta" do Japão, aconteceu em Osaka.
Uma história real que ocorreu no século XVIII na floresta Tenjin, em Sonezaki, que ficou famosa dramatizada por Monzaemon Chikamatsu.
Monzaemon Chikamatsu era descendente de samurais, mas preferiu dedicar-se às artes cênicas. Foi um célebre escritor de shows de fantoches japoneses, bunraku. Viveu na fase em que bunraku e kabuki eram os principais entretenimentos dos japoneses e retratou diversos casos reais que se tornaram obras-primas. Foi o mais importante escritor japonês na formação dos estilos atuais de bunraku e kabuki.

Ohatsu e Tokubei são personagens de "Sonezaki Shinjū"  ou "Duplo suicídio de Sonezaki", chamado também de "Suicidas do Amor de Sonezaki", uma peça bunraku de amor suicida, que data de 1703.
O drama conta a história de um jovem órfão chamado Tokubei - sério e trabalhador, de uma loja de molho de soja de seu tio  - e Ohatsu, uma garota que trabalhav…

Kasuga Taisha, Grande Santuário Kasuga, Nara

Imagem
Santuário das Lanternas Em meio a um enorme espaço verde, muito frescor e alces pelo caminho de Nara Koen, encontra-se o santuário denominado Kasuga Taisha.  
Como todo grande santuário e o xintoísmo enraizado na natureza, está localizado em uma imensa floresta. No caminho, o que impressiona é a grande quantidade de antigas lanternas de pedras.
São tantas lanternas que parecem não ter mais fim. O tempo as sobrecarregou de musgos, deixando-as extremamente interessantes.
As lanternas foram doadas pelos adoradores, ao longo dos anos, sendo a principal atração do santuário.

Kasuga Taisha é um santuário xintoísta famoso pelas cerca de 3 mil lanternas de pedra e bronze, localizado no Parque Nara. Na imagem abaixo, a lanterna emoldura a figura de um cervo, símbolo de Nara. Fundado no ano 768 pelo clã feudal Fujiwara.
Era conhecido inicialmente como Kasuga Jinja. É o santuário mais famoso da antiga capital do país, Nara. 
Ficou conhecido como o santuário dedicado aos antepassados da família Fujiwara.
Dur…

Tōdaiji e o grande Buda de Nara

Imagem
O famoso Tōdaiji, Patrimônio Mundial da Humanidade, é um templo localizado em Nara, na província do mesmo nome. 
É um dos templos mais antigos do Japão, o maior prédio em madeira do mundo e famoso por ser a sede da maior estátua de Buda no interior de um templo no Japão.
Construído como símbolo do poder imperial no ano 745, século VIII, é um dos mais importantes edifícios religiosos e locais históricos do Japão. 
Todaiji é impressionante, tanto na engenharia como em tamanho.
Foi destruído 2 vezes, reconstruído nos períodos Kamakura e Edo.
Localizada na área central da cidade, no Parque Nara, a rua que dá acesso ao templo é movimentada e cheia de barracas.
Portão Nandaimon, Tesouro Nacional, entrada do complexo. No portão, enormes estátuas de Niō, guardiães de templos budistas. Falei sobre Niō >>> AQUI
Alces circulam livremente pelo complexo. Depois do portão Nandaimon há um outro chamado Chumon. Nesta área se adquirem os ingressos para o Salão Principal onde está o Grande Buda de Nara…