Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2012

O nome do blog "Vidasemvoltas" mudou para Japão Cultura e Turismo

Sombrinhas e guarda-chuvas do Japão

Imagem
Além do chapéu, acessório usado em todas as estações do Japão, as sombrinhas significam útil e charmoso objeto para os japoneses. Passando por uma elegante loja descobri o quanto esses artigos - além de úteis e indispensáveis - são verdadeiros acessórios para os japoneses. Um considerável espaço é destinado às sombrinhas e guarda-chuvas, com diferentes modelos, grifes e preços para todos os gostos e bolsos. Sombrinhas com babados, dourados, bordados, aplicações de guipir, enfim, ricos detalhes com sinônimos de requinte. Preços que variam de acordo com a grife e modelos. Estas dobráveis, custam na faixa de 500 reais, mas não foi a mais cara que vi. Minuciosos detalhes na capa, design externo e interno: Estas, encantadoras, não são dobráveis Elas são perfeitas em todos os detalhes, desde o design à armação e cabo, qualidade inquestionável. A campeã em preço é esta, em torno de 600 reais: Nós brasileiros - ocidentais em geral - não temos o hábito de carregar guarda-

Tsuyu ou baiu, estação das chuvas... Vem chegando o verão!

Imagem
Dizem que a estação das chuvas - entre a primavera e o verão - inicia quando acontece a total florescência das hortênsias. É verdade! As chuvas começaram. Chuvas e os ventos: tufões! Assim se vai a mais linda estação e, em breve, o verão. E até que aquele calor terrível, úmido chegue, vai chover muito. A chuva até dá tréguas, mas é preciso sair sempre prevenido, de capa ou guarda-chuva. Vou sentir falta das ondas coloridas da primavera. As ameixeiras marcaram o início da primavera. As esperadas e famosas cerejeiras, concentraram todas as atenções, não só do Japão, mas do mundo inteiro. Do rosa suave das cerejeiras ao pulsante amarelo do nanohana ou flores de colza Flores de todas as espécies e cores enfeitaram o arquipélago Em qualquer canto Nos muros Em floreiras nas ruas, porque há respeito e limite Flores pendentes Onde o vento levou suas sementes Onde parecia não ter vida Na água, nenúfar, ou suiren Até o verde ganhou novos tons O exuberante pink foi tom