O nome do blog "Vidasemvoltas" mudou para Japão Cultura e Turismo

Kawadoko, os restaurantes sobre rios em Kyoto

Não é novidade que o calor no verão do Japão é infernal.
Talvez por isso, muitos pensem em deixar de fazer turismo em Kyoto, no verão. A cidade é cercada por montanhas, portanto menos vento; é uma das cidades mais quentes do Japão e com alto índice de umidade.
Não se preocupe, você pode continuar fazendo seu turismo, conhecendo a refrescante tradição de Kyoto durante o verão.
Além de apreciar os famosos festivais que acontecem nesta época do ano, é também curtir as delícias às margens de rios e cascatas, através de bares e restaurantes que se formam ao longo deles.
Existem 2 maneiras tradicionais charmosas, uma delas é Noryo Yuka - foto acima - e a outra - foto abaixo - , assunto desta postagem: Kawadoko.
Os mais famosos Kawadoko - alguns chamam de Kawayuka - são encontrados em Kibune, nas imediações de Kifune Jinja.
Kibune é um vilarejo localizado em um vale íngreme e refúgio de verão dos moradores de Kyoto.



A região é cercada pela natureza, favorecida pelo rio Kibune formando cascatas e os clientes podem desfrutar de uma exótica experiência: saborear o curso de um kaiseki, ao som da água fluindo abaixo deles.
Os charmosos restaurantes tem entradas requintadas e, no interior, ganham cortinas ou paredes de bambu, com plataformas de madeira sobre ou ao lado e pouco acima do rio.
Os restaurantes de fachada rústica mostram seu charme com paredes e cortinas de bambu e suas lanternas aparentes.

No interior, os restaurantes apresentam plataformas sobre a água, mesas baixas tradicionais sobre tatami e almofadas (zabuton) onde se senta.
Geralmente os pratos servidos são para duas pessoas, com valores a partir de 10 mil ienes. Porém, existem alguns que oferecem a partir de pouco mais de 3 mil ienes para uma pessoa.
Além disso, Kawadoko apresenta um lado muito mais tradicional pelos preparativos, pois tudo é planejado com perfeição, desde os arranjos de flores às lanternas, uma verdadeira referência de tradição e elegância em Kyoto.
Portanto, se quer fugir do calor depois de um dia cansativo de visitas a templos, santuários, museus, parques e demais atrativos, aprecie uma boa comida de forma refrescante.
Vale aqui uma dica: saboreie a refeição com boas maneiras, em silêncio ou falando baixo, apreciando o sussuro das cascatas e das árvores, sentindo o frescor da natureza.
Noryoyuka - localizados ao longo de Kamogawa - e Kawadoko  - em Kibune - são programados para abrirem suas portas no verão. 
Essas datas estão sempre sendo alteradas: já foi de 1º de junho a 31 de agosto e, hoje, aproveitando a primavera, principalmente na época das cerejeiras e também pelo clima ameno, passaram a atender de 1º de abril a 30 de setembro.
Como a maioria dos pratos kaiseki tem preços considerados acima da média, no Hirobun - um dos mais famosos - chega a formar filas para apreciar o Nagashi Somen, que custa 1.300 ienes. Uma fila como esta, demora em torno de 1 hora de espera.

Leia também: 
- Noryo Yuka, os restaurantes com varandas sobre rios em Kyoto

Quer saber mais sobre o Japão?
Curta a >>> fanpage.
Inscreva-se também no Canal do >>> YouTube
Estamos também no Twitter e no Instagram.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Onde doar roupas usadas no Japão

Lenda japonesa: A Tecelã de Nuvens

Ameixeira, cerejeira, pessegueiro, quais são as diferenças entre essas flores?

Lenda urbana do Japão: garrafas pet com água repelem gatos

Dino Adventure, o Parque de Dinossauros de Nagoya

Yakudoshi, as idades consideradas perigosas no Japão

A arte contada em arte, por Lucille Kanzawa

Shichifukujin, os 7 deuses da sorte do Japão

Guarda-chuvas da amizade, o empréstimo gratuito de guarda-chuvas no Japão

Ilha de Takeshima, em Gamagori, Aichi