O nome do blog "Vidasemvoltas" mudou para Japão Cultura e Turismo

7 Hábitos Para Viver No Japão Pós-Industrial



Resultado de análises, pesquisas, entrevistas e consultas de diversos profissionais sobre o pós-crise no Japão, com recomendações, instruções e informações, de forma compilada, este e-book vem de encontro não só às diversas dificuldades que, ainda, os dekasseguis encontram por estas ilhas, mas também pelos diversos acontecimentos negativos praticados por brasileiros.

Sempre opinei, onde pude, que os dekasseguis, ao virem para o Japão, deveriam frequentar uma aula sobre tradições, costumes, leis e hábitos japoneses. Acredito que minimizariam o choque entre tão diferentes culturas.
E é por isso, que este e-book chamou minha atenção. Tem importantes tópicos para os que querem vir ao Japão.


O trecho a seguir, é apenas uma amostra:
Pare de morar, e passe a viver socialmente no Japão.

A maioria dos estrangeiros que está no Japão, após um certo tempo transcorrido, começa a acreditar que estão vivendo no Japão enquanto que na realidade estão apenas morando em território Japonês.

São imensas as diferenças entre morar e viver socialmente num país, e compreender que você tem as duas escolhas ao seu dispor pode mudar sua vida completamente para algo infinitamente mais pleno e rico.



O autor Valter Fukuoka

Há vinte anos nestas ilhas, Valter Fukuoka seria mais um dekassegui - acredito que já é um imigrante - trilhando pelos mais diferentes caminhos profissionais.

Trabalhou na construção civil e em linhas de montagem de fábrica como a maioria.
Seria apenas mais um, se não tivesse aproveitado a oportunidade que lhe surgiu e tão bem soube aproveitar e que o levou a aprimorar sua permanência nestas ilhas.

Em um de seus empregos, trabalhando em linha de montagem de fábrica de ofurô, teve a oportunidade de participar de um projeto novo, desde a prototipagem até a montagem da linha, onde ampliou seus conhecimentos sobre os processos da indústria manufatureira do Japão.

Sob esse horizonte - casualmente, como ele diz - acredito eu que, se não tivesse conhecimentos necessários para a função, não teria sido convidado a trabalhar em um escritório de uma grande companhia telefônica do Japão.
No Brasil, Valter trabalhava como Programador de Computadores, profissão hoje conhecida como Desenvolvedor de Softwares.
Sua função nesta companhia seria, também, trabalhar nesta área.

Estudou o idioma e, mais tarde, deixou também este emprego, transformando-se em "um trabalhador vivendo no estrangeiro", resolvendo atuar na área de Tecnologia de Informação e Treinamento.

Em 2008, provido de ampla bagagem, experiências brasileira e japonesa, escreveu o livro Estimulando Suas Possibilidades Em Tempos de Crises, que trata de economia, indústria, tecnologia de informações e os impactos na sociedade e empregos. Originalmente o livro foi escrito em inglês e, traduzido em 2010 para o português.


A crise 2008

Veio a crise, o desemprego, muitos brasileiros em situação difícil, uns foram embora com ou sem a ajuda do governo japonês. Outros ficaram ajudando ou sendo ajudados, trabalhando pouco ou muito pouco...
Muito se aprendeu...

Oportunidade para poucos, lição para muitos!

A crise desacelerou, os empregos voltando aos poucos, embora ainda exista desemprego.

Foi aí que Valter, inspirado em sua publicação anterior, Estimulando Possibilidades, escreveu o livro 7 Hábitos Para Viver No Japão Pós-Industrial


Por Valter Fukuoka
Em Outubro de 2008 resolvi escrever um livro tratando da questão da economia, indústria, tecnologia de informações e impactos na sociedade e empregos. O título que escolhi para o livro é ESTIMULANDO PROBABILIDADES (Em Tempos De Crises), que originalmente escrevi em inglês, mas que em 2010 também lancei em língua portuguesa.

O livreto 7 Hábitos Para Viver No Japão Pós-Industrial é inspirado em meu livro ESTIMULANDO PROBABILIDADES, só que o livreto é especificamente para Nikkeis que vivem ou querem vir para o Japão, enquanto que o livro é geral e não está associado a nenhum país especificamente falando.

O que acontece é que o livro é um produto comercial, pago, e eu pretendi uma "versão minimalista" que fosse gratuita, ao escrever os 7 Hábitos (ele leva a licença Creative Commons).

Os 7 hábitos são resultado de várias coisas, como dados econômicos, conversas com pessoal de órgãos ligado ao trabalho, opinião de economistas e jornalistas, etc.

Escolhi o número 7 para não produzir mais um "guia para Nikkeis", dos quais, nenhum deles jamais alguém tenha lido todo e que também ninguém nunca conseguirá faze-lo, devido ao enorme volume de textos e do farto número deles à disposição do público.

Tentei algo conciso e simples, infelizmente não foi possível fazer menor, embora tenha me esforçado para tanto.

O termo "pós-indústria" é uma forma de chamar a atenção do leitor para o fato de que as linhas de montagens, que eram as principais fontes criadoras do emprego para os Nikkeis, estão sofrendo uma enorme transformação, em quantidade de oferta e em qualidade.

Minha opinião particular é a de que uma atitude preventiva hoje pode fazer muita diferença amanhã.

Nihongo
Comecei a desenvolver um estudo em meados de 1991, usando basicamente material em língua inglesa. O pouco que havia era em inglês. Entre 1992 e 2001 mais ou menos, meu computador notebook acumulou dúzias de dados e rotinas para treino e aprendizado da língua japonesa (coisa pra Kanji em sua maior parte).

Em 2001 (mais ou menos) me ocorreu a idéia de transformar todo o material que eu havia acumulado no aprendizado de Kanjis num produto comercial para dar suporte ao aprendizado da língua, e depois de 3 anos de desenvolvimento consegui produzir o Método Objective Kanji que era uma simplificação dos vários procedimentos para aprendizado que havia desenvolvido durantes todos estes anos. Usei também experiência que tenho em treinamento (de informática) desde o Brasil.

Estas duas etapas (criar métodos para meu uso e depois transformar tais em um produto comercial) formam o meu estágio atual de desenvolvimento da língua japonesa.

Minha experiência de trabalho com empresas japonesas está dentro desta área: Tecnologia de Informação.





Recomendo!

Download do e-book no rodapé desta página.

Comentários

Neusa Fiesta disse…
Leh, o seu blog não só é de uma plástica irretocável, como de um conteúdo tocante e comovente!
Fiquei, sinceramente, emocionada ao ler suas postagens.
Pessoalmente, estou passando por uma fase difícil de adaptação, por ter me mudado de SP-Capital-onde nasci e vivi até um ano atrás, para a cidade do Rio de Janeiro, distante cerca de 500km apenas! Aí vejo suas post e me pego imaginando o quanto um coração dekassegui precisa ser forte e sereno para poder lidar com toda essa enxurrada de emoção e sensações que vive no dia-a-dia. Parabéns minha amiga, que você seja sempre a pessoa iluminada que é. Um carinhoso abraço!

Postagens mais visitadas deste blog

Onde doar roupas usadas no Japão

Ameixeira, cerejeira, pessegueiro, quais são as diferenças entre essas flores?

Dino Adventure, o Parque de Dinossauros de Nagoya

Lenda japonesa: A Tecelã de Nuvens

Yakudoshi, as idades consideradas perigosas no Japão

Lenda urbana do Japão: garrafas pet com água repelem gatos

A arte contada em arte, por Lucille Kanzawa

Shichifukujin, os 7 deuses da sorte do Japão

Guarda-chuvas da amizade, o empréstimo gratuito de guarda-chuvas no Japão

Ilha de Takeshima, em Gamagori, Aichi