Última postagem

Ilha de Takeshima, em Gamagori, Aichi

Dando continuidade à postagem <<< clique no link, se não leu sobre Kongoji e a Colina dos Amantes, o assunto é a ilha de Takeshima, em Gamagori, província de Aichi.
A ilha de Takeshima é símbolo de Gamagori, situada na baía de Mikawa
Tesouro nacional japonês, a ilha tem área de 19.000 m2, com 620 metros de circunferência. Quase uma floresta, completamente arborizada, tem nada menos que 238 espécies de plantas identificadas.
Através de um grande parque, o continente está ligado à ilha, pelo Takeshima-bashi ou Takeshima Bridge, que tem 387 metros de extensão.
Dizem que Takeshima-bashi é a ponte que leva ao casamento.
Por isso, recomendam que casais caminhem ao longo da ponte de mãos dadas.
A adoração no santuário antigo, localizado no topo da ilha, proporciona sorte no casamento e no parto.
Um torii, portal xintoísta - o único sobre uma ponte no Japão.

A ilha é pequena e muito relaxante, onde se pode apreciar a natureza.
Além da relaxante atmosfera, é bastante inspiradora.
Da ilha se avistam hotéis luxuosos, dentre eles o Gamagori Classic Hotel, com arquitetura bastante antiga, lembrando muito os antigos castelos.
Gamagori Classic Hotel se orgulha de ser coroado em sua história com hóspedes nobres, como membros da família imperial, inclusive o casal de Imperador e Imperatriz da era Showa.
Hoje, o hotel, preservando a arquitetura externa, tem modernas instalações e serve também como palco e cenário de casamentos japoneses, contando com moderno salão de festas e, principalmente, proporcionando uma magnífica vista. É famoso e bastante visitado na época do florescimento das azaléias.
No topo da ilha está o santuário Yaotomi, também conhecido como Takeshima Benten.
Yaotomi é um dos sete santuários Benzaiten, a deusa da música e das artes do Japão. 
Olhando para trás, bonita vista ao subir para o Santuário.
Contam que Tokugawa Ieyasu orou neste santuário, antes de partir para a batalha de Sekigahara, em 1600.
São vários edifícios, acima o Salão Principal e abaixo, Uga Jinja
Abaixo, Oguro Jinja
Hachidairyu Jinja
O cavalo, animal sagrado no xintoísmo.
A ilha não é habitada, existindo somente o santuário.
Do alto da ilha, vistas lindíssimas da baía de Mikawa.

No caminho de volta, ao redor da ilha, a bela paisagem continua.

Na maré baixa, eventos como caça de mariscos.
A palavra na areia descreve o clima da ilha.
À noite, a ponte recebe iluminação.




No imenso parque em frente a ilha, homenagem a Toshinari Fujiwara, fundador da ilha.
Endereço:443-0031蒲郡市竹岛町3月15日
Aichi-ken Gamagōri-shi Takeshima-chō 3-15



Mais novidades sobre o Japão, curta a >>> fanpage.
Alguns eventos no Canal >>> YouTube.
Siga-nos também no Instagram e no Twitter.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Onde doar roupas usadas no Japão

Ameixeira, cerejeira, pessegueiro, quais são as diferenças entre essas flores?

Dino Adventure, o Parque de Dinossauros de Nagoya

Yakudoshi, as idades consideradas perigosas no Japão

Lenda japonesa: A Tecelã de Nuvens

Shichifukujin, os 7 deuses da sorte do Japão

Guarda-chuvas da amizade, o empréstimo gratuito de guarda-chuvas no Japão

Lenda urbana do Japão: garrafas pet com água repelem gatos

Festival de Tulipas de Nabana No Sato, Nagashima, Mie