O nome do blog "Vidasemvoltas" mudou para Japão Cultura e Turismo

Tennō Heika, banzai! Vossa Majestade, o Imperador!

Dia de sol lindo!
Frio, mas sem vento, no dia 02 de janeiro, portanto suportável!
Nenhum tremor sentido no início do ano, perfeito!

Hanabi (queima de fogos) com amigos queridos que conhecia e tinha acabado de conhecer, na virada em Yokohama.
Comecei muito bem o ano.
Assim como os japoneses, fiz a primeira visita ao templo no primeiro dia (Hatsumode) e mais: assisti a saudação de Ano Novo que o Imperador Akihito faz todos os anos no Palácio Imperial, ao público.

Com algumas informações como linhas de trem, horários da apresentação, levantamos cedo - imaginando já uma fila quilométrica e algumas horas de espera.
Fui com o pensamento de ficar horas e esperar por outras aparições de Vossa Majestade, até registrar bons momentos e imagens.
A rua estava vazia, já se percebia a organização. A área do Palácio Imperial é enorme, então tínhamos que chegar ao local certo da entrada, sem perder tempo.
Algumas pessoas chegavam no mesmo momento, pouco antes das 9 e já sabíamos que a fila estaria enorme, pois japoneses chegam bem cedo nos eventos.
Não dava pra perceber a dimensão por fora.
Só depois de atravessar o primeiro portão, percebi a multidão.
A organização é tamanha, que nem nos preocupamos com o número de pessoas presentes. Nada como a experiência dos organizadores e paciência,  aliadas.
Primeiras filas divididas para quem carrega bagagem - qualquer tipo: bolsa, mochila, etc. - e para os sem bagagem. Isso facilita a revista e minimiza o tempo pra quem espera.
Outras filas para pais com carrinhos e seus bebês, junto com cadeirantes. Eles eram liberados em separado, evitando possível empurrão, embora tudo fosse muito tranquilo.
Helicóptero sobrevoava a área, seguranças em númeors infinitos e orientadores por toda parte.





Multidão que já entrava e muitos ainda à espera.
Para não tumultuar, cada fila era autorizada a entrar aos poucos.
Sempre com orientação para entrar com calma. E assim, foi.
Sem empurrões ou pressa.
Em frente ao Palácio, escolher o melhor lugar. Mesmo com tanta gente, ainda havia muito espaço.
Pontualmente, a primeira aparição da Família Imperial, às 10h10min.

Som perfeito, discurso breve, objetivo e uma sensação de serenidade incrível.



"Segundo inverno desde o grande terremoto no leste do Japão. No alvorecer do novo ano, o meu coração está aflito, junto com aqueles que não podem voltar para os lugares onde sempre viveram,  por causa da contaminação radioativa e também, com aqueles que passarão o frio e rigoroso inverno em alojamentos temporários. Espero sinceramente que, no futuro, a experiência dos danos causados ​​pelo terremoto e tsunami sejam totalmente utilizados na educação da prevenção de desastres e planejamento urbano,  para que o país possa garantir segurança e proteção à vida das pessoas.
Nosso país agora está passando por tempos difíceis por causa do terremoto e de outros fatores, mas é meu desejo que o coração de todos estará sempre com os aflitos e que apoiarão uns aos outros para superar os vários desafios. 
Minha esperança é que o novo ano será melhor, mesmo pouco, para o povo do Japão e do mundo."

Uma senhora que estava ao meu lado não saiu do local e perguntei se podia ficar para a próxima. Ela disse que ficaria e fomos um pouco mais só a frente.
A segunda aparição pública do dia, foi pontualmente as 11h00.
O peso da câmera não permitiu uma boa filmagem e tive que recorrer ao estabilizador do site.



Como já estava quase a frente, fiquei para a terceira, pois precisava registrar mais de perto.
Durante o período de espera, houve troca da guarda.
Pude observar melhor que os cadeirantes tinham também um lugar especial, na frente, próximo às mídias.


Foram mais 40 minutos para a aparição das 11h:50min.
Desta vez, somente o casal Imperador, príncipes e princesas:


Este vídeo, sem nenhum filtro:



E assim terminaram as aparições públicas programadas para o período da manhã. As duas últimas seriam as 13h30min e 14h20min.

Foi no término que foi possível ver melhor a dimensão do público.
Segundo a mídia,  ao todo, quase 79 mil pessoas estiveram presentes no Paleacio Imperial.
Algumas das emissoras presentes:


A saída foi calma, sempre acompanhada e instruída para que seguissem sem parar e devagar, para que tudo fluísse bem.

Mais uma vez, extremamente surpresa com a organização, paciência, educação, tanto dos organizadores como do público presente.

Tennō Heika, banzai!

Como tradição, a Família Imperial recebe o público, comparecendo na varanda do Palácio Imperial de Tóquio, duas vezes por ano: no dia 23 de dezembro, ocasião do aniversário do Imperador e no dia 2 de janeiro.

Acompanhe esta e muito mais novidades sobre o Japão curtindo a >>> fanpage.
Também inscrevendo-se no Canal >>>  YouTube.

Comentários

Fernando Matsui disse…
Nossa Helena, deve ter sido cansativo, mas gostei muito desse post. Meus parabéns!
IvoM disse…
Lembro o amigo a tradição monárquica do Brasil, também temos uma família real que verdadeiramente construiu a nação, hoje pode-se ver melhor que a república foi um desastre para o Brasil.

Postagens mais visitadas deste blog

Onde doar roupas usadas no Japão

Ameixeira, cerejeira, pessegueiro, quais são as diferenças entre essas flores?

Dino Adventure, o Parque de Dinossauros de Nagoya

Lenda japonesa: A Tecelã de Nuvens

Yakudoshi, as idades consideradas perigosas no Japão

Lenda urbana do Japão: garrafas pet com água repelem gatos

A arte contada em arte, por Lucille Kanzawa

Shichifukujin, os 7 deuses da sorte do Japão

Guarda-chuvas da amizade, o empréstimo gratuito de guarda-chuvas no Japão

Ilha de Takeshima, em Gamagori, Aichi