Última postagem

Um só post para um novo começo


Um pouco atrasada - mas sempre é tempo - pra desejar bons e felizes começos e recomeços.

Recomeço pelo hanami no Japão, tradicional festa japonesa e pela mais importante festa religiosa cristã, mais comemorada no Brasil, a Páscoa ou Passagem.

Algumas datas festivas e feriados, no Brasil e no Japão coincidem, embora por motivos diferentes. Mas os dois países tiveram algo em comum no final da semana passada, o significado do renascimento.

No Japão, iniciou o ano fiscal em abril e as aulas começaram na segunda-feira que passou.

Final de semana de hanami, que significa contemplar flores, ou seja, admirar as belas cerejeiras que iniciaram a florescência. As cerejeiras são símbolo de esperança, conforme já coloquei neste post. Não deixe de ler!


Neste ano, a primavera do Japão iniciou diferente de outros anos. Começou frio e com neve em muitas regiões.


Mesmo assim, flores já surgiam em casas, parques e jardins.




A esperada florescência das cerejeiras demorou e, no meio da semana anterior à Páscoa, timidamente, elas começaram a desabrochar nas regiões sul e centro-sul do arquipélago.


Como um "ola" de sul a norte, neste domingo, regiões mais ao norte, puderam contemplar as belas cerejeiras.



Vou mostrar locais que já visitei de lindos locais para admirar as cerejeiras, na região de Nagoya.

Começo pelo pequeno distrito de Kanie-cho ou Kanie Town.

Um dos locais mais bonitos, a Biblioteca, com um belo parque ao lado, com rio, mirante e muitas cerejeiras














Uma pequena lista de lugares onde fui ver as cerejeiras, próximas a Nagoya, em anos anteriores e neste:

Templo Higashi Betsuin, em Nagoya
Localizado em Naka-ku, ao lado da Nagoya TV, estacionamento grátis, local tranquilo







Tsuruma Park - Parque de flores, localizado em Tsurumai. Jardins para visitação durante todo o ano, em cada época flores como tulipas, rosas, iris, azaléias, hortênsias, abricó japonês e nanja-monja. Mas o auge são as cerejeiras. Extensa área com 1.000 árvores de cerejeiras. Por ser o mais popular da cidade de Nagoya, o hanami é feito onde tiver espaço, não necessariamente sob elas. A área das cerejeiras, próxima à entrada fica lotada. Uma outra área, ao fundo, no campo de beisebol, mais árvores.










Yamazakigawa Riverside é um rio localizado em Mizuho-ku. Quase 1 km com árvores de cerejeiras, trilhos agradáveis e espaço para hanami. A primeira imagem retrata que o espaço está sendo aumentado.








Shirotori Garden - Um dos maiores jardins japoneses. Localizado ao redor de uma lagoa, com muitas pontes, flores, espaço verde e peixes. Fica em Atsuta, Nagoya.





Espero que não esteja cansado(a).







Ainda tem o Castelo de Nagoya. As cerejeiras, neste ano, tem iluminação noturna, permitindo hanami até mais tarde e imagens maravilhosas.










Comentei neste post que o Castelo de Nagoya - cuja construção foi concluída em 1612 - era a sede do clã Owari, do shogunato Tokugawa que governou a área por quase 250 anos.
A maioria dos edifícios do Castelo foi destruída por ataques aéreos, em 1945. Em 1959, somente o prédio do Castelo foi reconstruída.



Há uma parte da área do Castelo em reconstrução. A intenção é que este edifício fique tal qual era antes da guerra, como na imagem abaixo. Para tanto, uma parte tem conclusão prevista para 2013 e a reconstrução total, em 2017.
Os visitantes podem visitar a área em reforma.



Na imensa área, as cerejeiras propiciam o hanami e o Castelo, imponente, brilha mais que os flashes dos vistantes.



E para terminar, um belíssimo vídeo sobre as cerejeiras do Japão

Comentários

Suely Poubel disse…
Olá amiga Leh! Nossa cada lugar mais lindo que o outro, parques lindos (a flor de cerejeira é lindíssima), espaços maravilhosos para passear com a família, lindo o espaço com as carpas (parecem ser carpas), onde você pode ficar bem próximo delas...a que maravilha! O Japão é lindo, e você soube captar através de suas fotos toda essa beleza. Seus posts são uma viagem cultural ao Japão, parabéns! bjnhos.

Postagens mais visitadas deste blog

Onde doar roupas usadas no Japão

Dino Adventure, o Parque de Dinossauros de Nagoya

Ameixeira, cerejeira, pessegueiro, quais são as diferenças entre essas flores?

Yakudoshi, as idades consideradas perigosas no Japão

Lenda japonesa: A Tecelã de Nuvens

Shichifukujin, os 7 deuses da sorte do Japão

Ilha de Takeshima, em Gamagori, Aichi

Lenda urbana do Japão: garrafas pet com água repelem gatos

Guarda-chuvas da amizade, o empréstimo gratuito de guarda-chuvas no Japão

Festival de Tulipas de Nabana No Sato, Nagashima, Mie