O nome do blog "Vidasemvoltas" mudou para Japão Cultura e Turismo

Equinócio da Primavera no Japão, Shunbun no Hi

"Atsusa samusa mo Higan made", "O calor e o frio duram até o Higan", é com esse velho ditado que os japoneses definem o Equinócio tanto do Outono como o da Primavera, que é o feriado de hoje.
Higan é o limite que marca o fim do verão ou do inverno, ou seja, o clima quente ou frio duram até o equinócio.

Isto quer dizer que a frente fria que paira sobre o arquipélago enfraquece e as flores da cerejeira começarão a florescer.

Google doodle também comemora o Equinócio da Primavera

A explicação sobre o Shunbun-no-hi na astronomia e na tradição japonesa está nesta postagem . Além de comemorar o início da Primavera, no sentido religioso, é um dia de rezar pela família e pelos antepassados. Por isso, neste dia visitam cemitério, lavam os túmulos, rezam, levam flores e ofertas como Ohagi, bolinhos de arroz cobertos com feijão.
Para os budistas, é um momento especial para ouvir os ensinamentos de Buda e meditar sobre a perfeição espiritual e a harmonia no universo.
No mundo da iluminação espiritual não há dor e todos os problemas são superados. Por isso é considerado período de comemoração e veneração aos ancestrais, onde se explica a visita aos túmulos.
O Budismo ensina que toda pessoa pode ser um Buda e atingir o estado perfeito, meditando sobre a harmonia no universo.
É uma época reservada para admirar e homenagear a natureza, mostrando respeito e afeição pelos seres vivos.
Como o aumento da temperatura, as resistentes ameixeiras darão lugar às flores-símbolo do Japão: cerejeiras.

Bela estação, de clima ameno e lindas flores que ornamentam casas e parques.

Viva a primavera!

Comentários

Leninha disse…
Minha querida xará,

Sempre que aqui venho me deleito com suas postagens e com o conhecimento que elas nos trazem...as flores da cerejeira,a primavera que se inicia,o culto à memória dos antepassados e as tradições milenares do Japão,sempre me encantaram,desde criança.E o modo como você fala sobre estas tradicões,trazem mais encantamento àquilo que já me fascinava.
Muito lindas as suas fofos,muito florido o seu canto.Parabéns!
Bjssssss,
Leninha
Olá!Boa noite!
Sim!Pela minha "falta", naveguei em postagens anteriores!
Você tem um estilo de descrever, que nos envolve e encanta!
Sempre soube, que existe muito Simbolismo ... tradições milenares, no Japão,porém, somente com seus escritos, é que "realmente" "descobri"o significado...Parabéns!
Boa semana!Muita paz e luz!
Beijos
Leh, adoro passar por aqui e ver a sua dedicação à cultura japonesa. Aprendo muito por aqui. Abraços!
Sissym disse…
Querida Leh, que coincidencia vc me escrever, pq ontem eu me lembrei muito de ti e de Rose. Apareceu no jornal da noite imagens lindíssimas do japão por conta da floração das cerejeiras. Então explicaram como se dá a sequencia de coloração. É uma exuberancia e tambem delicadeza da natureza. Imagino o quanto é belo caminhar e olhar todas elas. As pessoas, sejam moradores ou visitantes, não cansavam de fotografar.

BEIJOS

Postagens mais visitadas deste blog

Onde doar roupas usadas no Japão

Ameixeira, cerejeira, pessegueiro, quais são as diferenças entre essas flores?

Dino Adventure, o Parque de Dinossauros de Nagoya

Lenda japonesa: A Tecelã de Nuvens

Yakudoshi, as idades consideradas perigosas no Japão

Lenda urbana do Japão: garrafas pet com água repelem gatos

A arte contada em arte, por Lucille Kanzawa

Shichifukujin, os 7 deuses da sorte do Japão

Guarda-chuvas da amizade, o empréstimo gratuito de guarda-chuvas no Japão

Ilha de Takeshima, em Gamagori, Aichi