O nome do blog "Vidasemvoltas" mudou para Japão Cultura e Turismo

Deka...

Como cumprimento de uma das minhas obrigações, já que criei o blog, estou retornando...
Vou começar pela minha trajetória como dekassegui.
Tenho 2 anos de Japão, mas para chegar até aqui, muita coisa rolou pela minha cabeça.
Eu era bancária e posso dizer que tinha uma vida relativamente boa. O Banco onde trabalhei me deu muitas oportunidades boas. Era concursada e posso dizer que não foi um concurso difícil, mas entre 3.000 concorrentes, passei entre os 50 primeiros, apenas 159 passaram na minha região.
Meu marido sonhava em trabalhar no Japão desde os anos 80, no início da era dekassegui, que até então, eu nem precisava vir junto. Mas tinha crianças pequenas, eu trabalhava como comissionada na época e meu serviço absorvia muito tempo. Como secretária, acabava ficando além das 8 horas, das quais 6 horas eram normais e 2 horas eram enquadradas como Adicional de Dedicação Integral, e além dessas horas... lucro para o Banco!
Durante 20 anos, meu marido ostentou esse sonho, até que resolvi, mas com a condição de que a família toda viesse. Meus filhos toparam, foi aí que o meu medo começou.
Minha mãe e logo depois, meu irmão agenciavam os dekas. E imagina as coisas que ouvia falar dos trampos no Japão.
Contatei amigos, parentes, para saber do Japão. Cada uma falava de uma forma diferente. Mas o que eu mais tinha medo era do
meu desconhecimento do idioma,
Eu cresci ouvindo meus pais conversarem, mas não conversávamos em nihongo em casa.
Ouvi também muito sobre discriminação, tipo de serviço e até dos brasileiros não confiáveis.
Ouvi dizer que japoneses eram ruins, mas pior eram os brasileiros traíras...
Meu marido providenciou toda a documentação, e eu não estava nem um pouco preocupada com a nossa vinda. Não gostava de falar sobre o assunto e ficava bem alienada sobre os trâmites da documentação.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Onde doar roupas usadas no Japão

Ameixeira, cerejeira, pessegueiro, quais são as diferenças entre essas flores?

Dino Adventure, o Parque de Dinossauros de Nagoya

Lenda japonesa: A Tecelã de Nuvens

Yakudoshi, as idades consideradas perigosas no Japão

Lenda urbana do Japão: garrafas pet com água repelem gatos

A arte contada em arte, por Lucille Kanzawa

Shichifukujin, os 7 deuses da sorte do Japão

Guarda-chuvas da amizade, o empréstimo gratuito de guarda-chuvas no Japão

Ilha de Takeshima, em Gamagori, Aichi