Última postagem

Neve e Iluminação de Inverno, Light Up, em Shirakawa-gō

Havia postado anteriormente sobre Shirakawa-go <<< (clique se ainda não leu, pois as regras e informações sobre a aldeia Ogimachi, Patrimônio Mundial estão lá), durante um passeio que fiz no outono de 2012. Poderia atualizar o post, mas como ficaria muito mais longo, devido às fotos, resolvi postar exclusivamente sobre a Iluminação de Inverno, Light Up, que acontece nos finais de semana do mês de janeiro.
Naquela época, o receio era enfrentar dificuldades em estrada de neve. 
No entanto, não há com o que se preocupar, desde que esteja equipado com pneus de neve.
Havia neve na estrada e nas paradas de autoestrada de Gifu. 
Mas Shirakawa-gō não estava tão frio como imaginei. O sol apareceu e não havia vento. Nevou na noite anterior e depois somente quando começou a iluminação noturna. 
A primeira vista da aldeia foi assim, coberta de neve.
O problema maior era o chão escorregadio.
Shirakawa estava muito concorrida, muitos turistas querendo apreciar a neve e principalmente a famosa Iluminação de Inverno.
Na imagem abaixo, área do estacionamento e onde fica o Centro de Informações Turísticas.
Endereço do Centro de Informações Turísticas e, portanto, do estacionamento: 
〒501-5627 岐阜県大野郡白川村荻町2495-3 
Gifu-ken Ōno-gun Shirakawa-mura Ogimachi 2495-3
Fone: 0576-96-1013



De alguns tetos, estalactites davam idéia do frio e neve do dia anterior. Felizmente, não ventava e o sol apareceu durante algumas horas.


Shirakawa Hachiman Jinja estava coberta de neve, poucas pessoas visitavam o santuário, por se localizar em uma área um pouco afastada.
O templo, localizado em uma área mais central, atraía pela neve e estalactites do pagode.
O pinheiro congelado não recebeu proteção do "yukitsuri" e ficou lindo.

Foi difícil, mas consegui fotografar os espantalhos e os bonecos de neve sem ninguém.

Rio Shokawa.
Não lembrei de dar zoom, como da outra vez, para mostrar o Monte Shiro, onde existe mirante. Mas já podia ver o grande número de pessoas aglomeradas para fotografar o evento. A seta azul indica a área frontal, onde comumente as pessoas fotografam a aldeia. No entanto, não foi permitido usar tripé (ainda bem) e os fotógrafos posicionaram seus tripés antecipadamente, um pouco mais ao lado, em dois espaços, indicados pelas setas vermelhas.
O horário da iluminação das casas acontece das 17h30m às 19h30m. Na aldeia, a iluminação segue até às 20 horas.
Almoçamos um sobá e donburi com carne de boi super macia deliciosos, em um restaurante da aldeia. 
No dia da iluminação não é permitido chegar de carro até ao Shiroyama, somente ônibus da linha são permitidos. Andando devagar leva 15 minutos.

Às 16 horas já havia um grande número de fotógrafos no local.
Os dois locais onde podiam usar tripé estava todo tomado e esse número aumentou muito mais.
A área já estava toda "reservada". No Japão, as pessoas tem a cultura de "reservar lugar" e os locais das melhores vistas estavam tomados por tripés.
Onde os tripés estavam, não era o melhor lugar, veja pela foto abaixo, não tem ângulo frontal.



Onde havia melhor ângulo para as casas, não podia usar tripé. Impossível dar zoom à noite, sem tripé. Portanto consegui uma imagem de celular. Para melhorar ou não, começou a nevar, exatamente quando as luzes começaram a acender.
Não foi fácil fazer as imagens através do Shiroyama.
Só depois fiquei sabendo que na Iluminação de ˆnverno, fica sempre super lotado. 
No caminho de volta, ainda consegui fazer uma imagem. E encontrava uma grande fila de pessoas que subiam ao monte.
Na aldeia, os holofotes deram vez à neve, para que aparecesse nas fotos.



Durante o dia, tudo foi muito tranquilo, apesar do grande número de turistas chineses que visitam o Japão. Embora seja especialmente para compras, devido ao tax-free, esta época do ano coincide com o Ano Novo Chinês, período em que aproveitam para fazer turismo.

Portanto, ficam dicas para quem for visitar e pretende fotografar a iluminação de inverno: escolha uma data que não coincida com o Ano Novo Chinês e chegue cedo, guardando lugar para fotografar à noite, no Shiroyama. 
No melhor ângulo, que fica de frente para as casas, não pode usar tripé, portanto, sem possibilidade de reservar lugar antecipadamente. 

Cheguei por volta das 16 horas e não tinha tanta gente esperando na área frontal para as casas, mas se quiser a primeira fila, deve chegar, pelo menos, antes das 15 horas, se tiver paciência de ficar em pé durante horas. Entrei na fila por volta das 16h30m, esperei a iluminação durante uma hora. Quando saí, a fila atrás era imensa. A área foi fechada com cordão, liberando entrada aos poucos.
Mesmo assim, na volta, por volta das 18h, um grande número de pessoas ainda estavam subindo para o Shiroyama. 
Enfim, de qualquer forma, nesses eventos é preciso muita paciência!

Endereço do vilarejo: 〒501-5627 岐阜県大野郡白川村荻町
Gifu ken Ōno-gun Shirakawa-Mura Ogimachi
Mapa 

Comentários

Parabéns pelo blog ,
Que riqueza de detalhes ,
Vou me tornar leitora assídua ,
Obrigada por compartilhar essas informações um abraço

Postagens mais visitadas deste blog

Onde doar roupas usadas no Japão

Ameixeira, cerejeira, pessegueiro, quais são as diferenças entre essas flores?

Dino Adventure, o Parque de Dinossauros de Nagoya

Yakudoshi, as idades consideradas perigosas no Japão

Lenda japonesa: A Tecelã de Nuvens

Shichifukujin, os 7 deuses da sorte do Japão

Ilha de Takeshima, em Gamagori, Aichi

Guarda-chuvas da amizade, o empréstimo gratuito de guarda-chuvas no Japão

Lenda urbana do Japão: garrafas pet com água repelem gatos

Festival de Tulipas de Nabana No Sato, Nagashima, Mie