Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2015

Mochitsuki, a tradição e a arte de fazer mochi

Imagem
Mochitsuki é uma tradição japonesa de preparar os "mochi".
Mochi são bolinhos de arroz japonês, bastante saboreados no Ano Novo.
Esses bolinhos são considerados de sorte e é tradição saboreá-lo no Ano Novo.
Depois de uma noite de molho, o arroz é cozido no vapor em "seiro" de madeira.  Seiro é uma espécie de panela que pode ser feita de bambu ou madeira, para cozinhar no vapor. Feito de bambu, são semelhantes à cesta. Os seiro ficam uma sobre a outra, podendo ser 2,3, 4. Depois de cozido no vapor, é batido no "usu" - uma espécie de pilão - com "kine" martelo de madeira, até que a massa fique lisa e brilhante.
A arte está em colocar e em bater a massa, que requer habilidade entre as duas partes. 
Veja aqui esta arte e a rapidez para colocar e bater a massa. O ato do mochitsuki quer mostrar como é trabalhoso desejar sorte e prosperidade no novo ano. Hoje em dia, existem máquinas para produzir o mochi, mas na época do Ano Novo, muitos aderem à tradição., in…

O espírito natalino dos japoneses

Imagem
O mundo evolui, a tecnologia contribui enriquecendo os conhecimentos. Comportamentos mudam. 
Por isso, hoje, véspera de Natal e em espírito natalino, estou atualizando antigas postagens como Natal no Japão, de 2009, em que os japoneses mal sabiam o significado do Natal; a postagem sobre o título "Frango e bolo: o Natal japonês", de 2010, até então, os pratos saboreados e onde acrescentava sobre a tradição da Noite romântica, de 2011, contando os hábitos da véspera natalina.
Se antes, Kurisumasu, para os japoneses, significava bolo, frango e noite romântica, hoje podemos dizer que é um pouco mais.
O Natal surgiu, para os japoneses, de maneira comercial e, hoje, sabem que os cristãos celebram o nascimento de Cristo e comemoram o dia, ainda que, sem sentido religioso, não entendendo profundamente a cristandade, de maneira diferente, com muita alegria.
Além do lance comercial, diversas são as fontes que contribuiram na disseminação do cristianismo no Japão e, consequentemente do esp…

Onde doar roupas usadas no Japão

Imagem
Toda vez que organizamos armários e gavetas, encontramos muitas roupas seminovas, sem uso, e até das que não se lembrava mais. Roupas de crianças, em perfeito estado, que não servem mais, peças novas, semi novas, de pouco uso. 
O que fazer com elas?

No Japão, deparamos com este problema: a quem doar. 
Existem lojas que compram calçados, vestuário e acessórios usados, mas nem sempre tem interesse nas peças, além do baixo preço oferecido. 
Doar dá uma sensação muito melhor do que vender a preço baixo. 

O Japão é um país que recicla há muitos anos e leva muito a sério.
Em cidades como Nagoya, basta colocar  as roupas em sacos brancos. As roupas serão recicladas para diversos usos, como panos de limpeza ou enviadas aos países pobres.
Campanhas ou grupos de ajuda solicitando roupas usadas aparecem vez ou outra em redes sociais. Algumas instituições religiosas, igrejas católicas, evangélicas, espíritas, aceitam para repassar aos necessitados. A preferência tem sido para roupas de inverno, masculina…

Sinaleiro para idosos na calçada visa facilitar a visibilidade aos idosos em Wakayama

Imagem
Wakayama é uma cidade com uma grande população composta por idosos.
Uma das preocupações com os idosos é a travessia na faixa de pedestres. 
Idosos demoram mais para atravessar ruas. Pensando nisso, além de um tempo maior destinado a eles, em duas pistas, próxima à estação da JR, o sinaleiro também está disposto na calçada. Geralmente curvados, existe uma dificuldade para olhar o sinaleiro. Em dias de chuva, com o guarda-chuva dificultando a visibilidade, pior ainda! Para facilitar a visualização, criaram um sinaleiro na calçada. Simples! De forma bem visível, luz azul indica que pode atravesar e o vermelho, esperar.

Fumo no Japão

Imagem
Quem mora ou morou no Japão sabe que japoneses fumam muito.
No entanto, segundo pesquisas, o número de fumantes diminuiu muito nos últimos anos.
Embora digam que muitos deputados tenham interesse na indústria do tabaco, fumar nas ruas centrais tornou-se proibido nas grandes cidades japonesas.
A província de Kanagawa foi a primeira, em 2009, a proibir o fumo em áreas públicas.
Até há poucos anos, o fumo não era tão proibido. 
Máquinas de vendas automáticas eram uma excelente opção para os menores de 20 anos. Menores de 20 anos não podem fumar sem autorização dos pais, no Japão. Somente quando completam 20 anos, são independentes para beber ou fumar. Cigarros não eram vendidos, teoricamente, aos menores de 20 anos, no entanto, era fácil adquirir através das máquinas.
A Associação do Tabaco resolveu instituir o cartão Taspo, com cadastro do fumante, para adquirir cigarros somente através dele, nas máquinas de vendas automáticas. A maioria não fez o cartão, passando a comprar em lojas de conveni…