O nome do blog "Vidasemvoltas" mudou para Japão Cultura e Turismo

Ise Jingu Naiku, Santuário Interior, Ise, Mie

Um dos mais importantes santuários xintoístas do Japão está localizado na cidade de Ise, em Mie.
O nome oficial do santuário é Jingu, porém como existem outros com a mesma terminação, o nome da cidade foi acrescentado, sendo popularmente conhecido como Ise Jingu.
Jingu é composto de 2 santuários: Naiku, Santuário Interior, e Geku, Santuário Exterior.
Naiku, em Ujitachichō e Geku, na área central de Ise, estão localizados a 6 km de distância um do outro. 
Ambos são destinos turísticos em Mie, por isso estão sempre muito movimentados.
Ônibus de excursão e urbanos, taxis, carros particulares, deixam o trânsito, nas avenidas em frente aos santuários, muito lento.


À esquerda do portão de entrada de Jingu Naiku, em uma rua ao lado, fica Okage Yokochō.
Okage Yokochō é uma pequena vila com restaurantes e comércio, em construções que remetem à era Edo, e falei nesta postagem >>> Okage Yokochō.

O torii, portal sintoísta, de entrada, foi renovado neste ano. A imagem do portal no início desta postagem é o novo. Na foto acima, é o antigo.
O movimento no santuário é sempre grande, existindo "mão" para os pedestres, com placa na entrada, instruindo para seguir sempre pela direita.
Naiku, Santuário Interior, foi fundado cerca de 2000 anos atrás. 
O nome oficial é Naiku Kotaijingu, dedicado à Amaterasu, deusa do Sol e do Universo, ancestral da família imperial.
A tradição continua até hoje, pois o sumo-sacerdote é membro da família real. Atualmente, o bisneto do Imperador Meiji ocupa o cargo de sumo sacerdote.
As principais cerimônias visam dedicar a Amaterasu, pela saúde do imperador, pela paz do Japão e do mundo.




A ponte Uji, sobre o rio Isuzu, Isuzugawa, assim como o Santuário principal são renovados a cada 20 anos.
Naiku, assim como Geku, fica em meio a uma imensa área verde, com rio, lago, carpas, pontes e muitos torii.








No relaxante espaço e, ainda pela filosofia da natureza, alguns animais estão soltos na área, dependendo da hora e época do ano. 

Como todo santuário ou templo, há venda de amuletos e diversos locais para oração.
O estilo arquitetônico dos edifícios é caracterizado pela simplicidade. 
O Kaguraden, abaixo, é aberto ao público para oração e ofertas.
São poucos os edifícios que o público comum pode entrar; alguns eventos são abertos somente para os seguidores.
A maioria dos edifícios estão protegidos por cercas de madeira. Os edifícios contém simbolismos especiais.
Árvore sagrada.
Abaixo, o Santuário principal Kotaijingu, o local mais sagrado.
Kotaijingu tem a mesma forma de 2000 anos atrás e é renovado a cada 20 anos.
Protegido por quatro fileiras de cercas, o público pode chegar apenas até o primeiro portão.
Por esse fato e além de não poder fotografar, desperta a curiosidade do público. 
A placa com o aviso no início da escadaria, está somente em japonês. Trata-se de um lugar de oração e por isso deve ser respeitado.
Ainda no recinto de Naiku, uma bonita casa de chá. 
Cerimônias de chá são realizadas, com participação aberta ao público.
Palco sagrado de Naiku.
É neste palco que são realizados os festivais Kagura para o público, 2 vezes por ano, na primavera e no outono. 

Apesar de todos os edifícios serem construídos há milhares de anos, aparentam novas. De acordo com a tradição, são reconstruídos a cada 20 anos. A última reconstrução se deu em 2013.

Endereço: 〒516-0023 三重県伊勢市宇治館町1
Mie-ken Ise-shi Ujitachi-chō 1
De trem, próximo à estação Isuzugawa. Cerca de 30 minutos a pé ou tome um ônibus, a partir da estação.
Fone para navi: 0596-24-1111
Mapa

Na próxima postagem Ise Jingu Geku, Santuário Exterior.

Mais novidades sobre o Japão, curta a >>> fanpage.
Alguns eventos no Canal >>> YouTube.
Siga-nos também no Instagram e no Twitter.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Onde doar roupas usadas no Japão

Ameixeira, cerejeira, pessegueiro, quais são as diferenças entre essas flores?

Dino Adventure, o Parque de Dinossauros de Nagoya

Lenda japonesa: A Tecelã de Nuvens

Yakudoshi, as idades consideradas perigosas no Japão

Lenda urbana do Japão: garrafas pet com água repelem gatos

A arte contada em arte, por Lucille Kanzawa

Shichifukujin, os 7 deuses da sorte do Japão

Guarda-chuvas da amizade, o empréstimo gratuito de guarda-chuvas no Japão

Ilha de Takeshima, em Gamagori, Aichi