O nome do blog "Vidasemvoltas" mudou para Japão Cultura e Turismo

Vestígios da Era Edo em Nagoya III: Arimatsu

Nagoya é vista, pelos turistas ou moradores, como uma cidade moderna. Com avenidas largas nas áreas centrais e nos principais distritos, a cidade que foi bastante destruída na guerra, ainda tem e preserva locais com construções da era Edo, onde algumas são parte do patrimônio de Nagoya e da província de Aichi.
Alguns desses lugares como Shikemichi, Shirakabe já mostrei aqui. Existe ainda Arimatsu, localizado em Midori-ku, conhecido pelo tingimento artesanal denominado shibori.
Arimatsu é de todos esses lugares, o que mais se espelha com a era Edo, com seus edifícios preservados, bem como a arte do local.
As ruas são tranquilas e o comércio fecha às 5h da tarde.
Em 1784, um grande incêndio queimou a maioria das casas de Arimatsu. 
As casas foram reconstruídas com paredes de gesso e telhados de areia e a maioria delas permanece até hoje, transformadas em bares, restaurantes, lojas, museu.


É um local onde se caminha pelos cenários típicos tradicionais e ainda aprecia a arte local, sempre exibida através de cortinas tingidas.

Até o prédio do correio mantém algumas características, inclusive com a pequena cortina tingida.
Como não havia terra suficiente para plantio em Arimatsu no período Edo, os comerciantes locais passaram a fabricar shibori, uma técnica de tingimento.
Shibori é o nome dado àquela arte em que se fazem nós para tingir uma determinada parte da roupa.
Arimatsu era ponto de parada obrigatório da estrada Tokaido, uma das 5 principais rodovias que floresceram no período Edo. Os comerciantes passaram a fabricar pequenas toalhas de mão como lembrancinhas.
A arte do shibori passou a ser a especialidade do local, atraindo turistas, o que levou à prosperidade.
Artistas famosos da época criaram estampas ukyioe, elevando ainda mais a fama do shibori.
E assim, a arte do shibori cresceu. Novas técnicas foram surgindo e hoje conta com mais de 10 tipos de tingimento, todas patenteadas.
Repare que o tecido é todo costurado para efetuar o tingimento. A incrível técnica mostra, na imagem acima, o tecido enrugado e, na imagem abaixo, o mesmo tecido, liso, depois de passado a ferro.
Desde as mais tradicionais peças até as mais atuais levam a técnica do shibori.
As diversas técnicas produzem incríveis estampas através do tingimento.


São lenços, echarpes, carteiras, prendedores de cabelo, roupas, incluindo quimono.
No museu é possível ver e executar a experiência do tingimento, através de reserva. As peças tingidas serão enviadas pelo correio cerca de 2 semanas depois, pois existe todo um processo.
O museu expõe itens do tingimento, vídeos informativos e conta com uma loja.
A construção abaixo, Residência Hattori, era a residência da família e também loja de atacado de tingimento, Igetaya. Construída no final da era Edo, com telhado kirizuma-zukuri, ou de 2 águas, com gesso branco estilo nurigome e acabamentos namako-kabe que permitem proteção a indêndios. Designada "Propriedade Cultural Tangível", em 1964, pela província de Aichi.
Outras residências como a Takeda House, abaixo, Oka e Kazuka são considerados "Tesouros Culturais" pela Prefeitura de Nagoya.

Outras construções seguindo estilos kirizuma zukuri, nurigome e acabamento namaki-kabe estão pela área.

Arimatsu foi designado distrito de preservação histórica de Nagoya, em 1984.
Todos os anos, no início de junho, é realizado o Arimatsu Shibori Matsuri, um festival que conta também com exposições e vendas de diversos produtos feitos artesanalmente.
O distrito Arimatsu fica ao lado da estação Arimatsu.
Endereço da estação: 〒458-0824 愛知県名古屋市緑区鳴海町字有松裏 45-1
Aichi-ken Nagoya-shi Midori-ku Narumi-chō ji Arimatsu Ura 45−1
De trem: Arimatsu Station, da linha Meitetsu. Seguir pelo lado oposto ao Aeon.
Mapa

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Onde doar roupas usadas no Japão

Ameixeira, cerejeira, pessegueiro, quais são as diferenças entre essas flores?

Dino Adventure, o Parque de Dinossauros de Nagoya

Yakudoshi, as idades consideradas perigosas no Japão

Lenda japonesa: A Tecelã de Nuvens

A arte contada em arte, por Lucille Kanzawa

Shichifukujin, os 7 deuses da sorte do Japão

Guarda-chuvas da amizade, o empréstimo gratuito de guarda-chuvas no Japão

Ilha de Takeshima, em Gamagori, Aichi

Lenda urbana do Japão: garrafas pet com água repelem gatos