Última postagem

Fūrin, os sinos de vento do Japão

Fūrin, são pequenos sinos de vento feitos geralmente de vidro, usados no verão japonês, cujos sons, considerados refrescantes, amenizam o calor.
Como não existiam ventilador ou aparelhos de ar condicionado em tempos antigos, era uma alternativa, além do leque, contra o pegajoso verão japonês.
Dizem que os japoneses sentiam um certo clima frio ao ouvir o som destes sinos. Por isso, tornou-se uma tradição no verão japonês.
Fūrin é escrito com 2 ideogramas 風 (fū) que significa vento e 鈴 (rin) sino.
Com origem na China, que era denominado sentafuku e usado como ferramenta de adivinhação, a partir do som e da direção do vento, foi trazido ao Japão através do budismo. Inicialmente eram feitos de bronze e pendurados em beirais de casas das famílias nobres para afastar maus espíritos; mais tarde, no período Kamakura, eles se popularizaram.
Somente no período Edo surgiram os fūrin feitos de vidro, passando a ser chamados de Edo fūrin, cuja pintura é feita no interior do sino para preservação.
No Japão os sinos tem muitos significados. São usados, principalmente, em templos budistas, como culto a ancestrais e na véspera de Ano Novo;  tocados no altar antes de uma oração, inclusive em santuários xintoístas. 
Como os fortes ventos podem trazer epidemias, os sinos tem o poder de afastá-las.

Esses sinos, vendidos em lojas e, muitas vezes, em barracas de festivais do Japão, contém uma pequena corda para que possam ser penduradas e com uma tira de papel, o tanzaku. 
Além do vidro e metal, são encontrados em diversos materiais como bambus, madeira, porcelana, carvão vegetal. Dependendo do material utilizado os sons podem variar, no entanto, todos eles são considerados refrescantes.
Os japoneses tem buscado diversas alternativas de racionamento de energia e os fūrin - unindo tradição à sustentabilidade - juntamente com as cortinas verdes são muito utilizados.
Ouça o suave e harmonioso som desses sinos:

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Onde doar roupas usadas no Japão

Ameixeira, cerejeira, pessegueiro, quais são as diferenças entre essas flores?

Dino Adventure, o Parque de Dinossauros de Nagoya

Yakudoshi, as idades consideradas perigosas no Japão

Lenda japonesa: A Tecelã de Nuvens

Shichifukujin, os 7 deuses da sorte do Japão

Ilha de Takeshima, em Gamagori, Aichi

Guarda-chuvas da amizade, o empréstimo gratuito de guarda-chuvas no Japão

Lenda urbana do Japão: garrafas pet com água repelem gatos

Festival de Tulipas de Nabana No Sato, Nagashima, Mie