O nome do blog "Vidasemvoltas" mudou para Japão Cultura e Turismo

Pointo Kādo, os cartões de fidelidade do Japão

Cartões de bancos, de crédito, de trem e de pontos no Japão, quem não tem uma carteira recheada deles? 
Principalmente de cartões de pontos e até mesmo uma carteira só para eles .
Esses cartões, além de mania, é uma boa forma de economizar.
A maioria das empresas - lojas de conveniência, mercados, farmácias, postos de gasolina, prestadores de serviços e até algumas hanbaiki, as máquinas de vendas automáticas - do Japão utilizam desta forma generosa de trazer o cliente de volta.
Desde uma pequena até uma grande empresa, difícil dizer qual comércio não se utiliza desse cartão.

Pointo kādo, como dizem os japoneses, do inglês "Point Card", são cartões de fidelidade onde os pontos são inseridos e acumulados ao realizar compras ou utilizar serviços, que valerão posteriormente como dinheiro.
Algumas empresas tem seu próprio cartão, outras são feitas por administradoras de cartões de fidelidade.
A maioria dos cartões é gratuito. Em alguns casos, paga-se somente pela emissão do cartão.
O design dos cartões também são diferentes, podem ser magnéticos ou possuem código de barras. Em empresas prestadoras de serviço ou de pequeno porte são mais simples, sob aposição de carimbos.

Este é um exemplo de cartão preenchido manualmente, os campos são carimbados. Neste tipo de cartão, os pontos poderão ser utilizados quando estiver completo. No caso abaixo, está todo riscado, significando que os pontos atingiram a folha inteira. No cabeçalho contém a validade para utilização dos pontos, no caso heisei 28, mês 1, getsumatsu, ou seja, até o final do mês de janeiro de 2016.
Outra forma de utilização de pontos é  através de aplicativos de código QR para smartphone, uma maneira bem mais simples e rápida. Quem não tem, basta baixar o devido aplicativo. Para utilizar, basta fazer a leitura do código, através de tais aplicativos.

- Você tem cartão de pontos?
Quem nunca ouviu isso ao fazer compra, principalmente em lojas de conveniência? 
Se o cartão não for apresentado ao pagar a conta de alguma compra, é a pergunta inicial do caixa de qualquer loja detentora de cartões.
Quem tem e apresenta o cartão, ouve uma outra pergunta:
- Prefere utilizar ou acumular os pontos?
Os pontos podem ser utilizados como desconto na compra ou acumulados para uso posterior.
Caso não tenha o cartão, é convidado a fazer um. Os dados solicitados são muito simples: nome, endereço, telefone. Alguns poucos casos podem solicitar algumas outras informações, dependendo do cartão e da empresa, porém também fáceis. Nos cartões manuais, em geral, às vezes preenche-se apenas o nome.
A maioria dos cartões são "ao portador", portanto, uma família pode usar o mesmo cartão em suas compras.

Esses pontos devem ser utilizados, em geral, até 1 ano após a última compra, caso contrário, perdem-se.
Em alguns casos, como o do BicCamera - grande loja de eletrodomésticos e eletrônicos - pode ser utilizado até 2 anos após a última compra.
A utilização, prazo, vencimento, acúmulo de pontos variam muito.
Às vezes, uma compra paga com cartão de crédito pode não gerar pontos. Uma mercadoria de amostra, vendida com desconto, também pode carecer de pontos. Portanto, é sempre bom se informar sobre prazo de utilização e demais regras ao adquirir o cartão, bem como da obtenção de pontos ao realizar compras.

Ah, e se tiver o cartão e não estiver portando? Em alguns casos, perdem-se esses pontos.
Em algumas lojas, pede-se para guardar o recibo de compras e apresentar, geralmente pelo período de 1 mês, para ser inserido no cartão.
Na Nitori, loja de móveis e utilidades domésticas, basta informar a data de nascimento e telefone, o caixa confirma o nome e insere, sem a necessidade da leitura do código de barras.
As modalidades dos cartões são diversas.

Cartões de postos de gasolina são um bom negócio. Além dos pontos, você ganha descontos no preço da gasolina, geralmente 1円, que parece pouco, porém significativo no montante.
Pontos adquiridos em cartões dos postos Shell no Japão, podem ser utilizados para abastecer em qualquer um da rede ou em compras em qualquer loja de conveniência Lawson. Cada litro abastecido nos postos Shell gera 1 ponto. 

Os cartões de pontos de lojas de conveniências mais conhecidos são:
- Nanaco, da Seven Eleven - um cartão pré-pago que gera pontos - tem validade sempre até o mês de março, 2 anos depois
- Ponta, utilizável na loja Lawson, tem validade de 1 ano, após a última compra
- T-Point, da Family Mart - que também pode ser atrelado na conta de celular da Softbank - tem  também validade de 1 ano, após a última compra.
Compras na Seven Eleven, Lawson e Family Mart, geram 1 ponto para cada 108円 gastos.

Em grandes lojas como a BicCamera, a pontuação é feita de acordo com a mercadoria, informada na etiqueta da descrição do produto, que ficam nas prateleiras.

Os cartões de pontos são um bom negócio, tanto para o cliente, como para os administradores desses cartões. 
Por exemplo, os cartões administrados pela empresa Ponta, podem acumular pontos no mesmo cartão, efetuando compras em mais de 23.000 locais no Japão, de 79 diferentes estabelecimentos. Se tiver um cartão Ponta, verifique sempre o adesivo ou o mascotinho nos caixas. 
Alguns cartões como os pré-pagos da Edy podem gerar pontos para empresas específicas, como milhas da empresa de aviação japonesa ANA.

O cartão pré-pago da AU também gera pontos que podem ser usados como descontos na compra de aparelhos, junto à mesma operadora de telefonia.

Cartões de fidelidade são parecidos com os pontos que se acumulam em cartões de crédito. A diferença é que em cartões de crédito, só se pode optar por mercadorias (presentes) indicadas pelas empresas administradoras. Já os cartões de ponto, point card, você compra a mercadoria que precisar e paga com os pontos.
Há casos em que mercadorias pagas com os pontos também geram pontos.

Existem muitos outros cartões no Japão, aqui quis somente divulgar a modalidade tão comum e que muitos não utilizam desta vantagem. Além disso, muitos desses cartões tem muitas outras finalidades e vantagens.

Particularmente, ao comprar um produto, não costumo me preocupar com os pontos que a mercadoria oferece, já que sempre procuro pelos melhores preços. No entanto, procuro saber depois quantos pontos tenho, afinal, posso precisar de algo que os pontos cubram, sem precisar de dispor de nenhuma verba. 
Economizar é sempre bom e esses cartões ajudam muito!

Mais novidades sobre o Japão, curta a >>> fanpage.
Alguns eventos no Canal >>> YouTube

Siga-nos também no Twitter e no Instagram

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Onde doar roupas usadas no Japão

Ameixeira, cerejeira, pessegueiro, quais são as diferenças entre essas flores?

Dino Adventure, o Parque de Dinossauros de Nagoya

Lenda japonesa: A Tecelã de Nuvens

Yakudoshi, as idades consideradas perigosas no Japão

Lenda urbana do Japão: garrafas pet com água repelem gatos

A arte contada em arte, por Lucille Kanzawa

Shichifukujin, os 7 deuses da sorte do Japão

Guarda-chuvas da amizade, o empréstimo gratuito de guarda-chuvas no Japão

Ilha de Takeshima, em Gamagori, Aichi