Última postagem

Nanzenji - templo Nanzen - e o aqueduto, em Kyoto

Difícil dizer exatamente quais são os melhores lugares de Kyoto pra visitar, já que dentre tantos templos, santuários e castelos, em cada um dos pontos turísticos existem peculiaridades diferentes, porém esta é mais uma que recomendo: templo Nanzen.
Localizado próximo ao Santuário Heian - há uma rota do jinrikisha entre o santuário e o templo - é um dos mais 5 mais importantes do zen budismo de todo o Japão.
Com uma história imperial ligada à religião, este templo que hoje faz parte do zen budismo, foi morada do Imperador Kameyama, que reinou durante os anos 1249 a 1305 e construiu seu palácio no ano de 1264. Quando o Imperador se tornou estudante do zen budismo dedicou o palácio como templo, no ano de 1291. Contam que o Imperador entrou no sacerdócio zen, a fim de exorcizar o castelo, pois muitas coisas estranhas aconteciam por lá. Depois que passou a exercer, as aparições e fatos estranhos cessaram.
O templo faz parte da linha Rinzai, uma das 3 escolas do zen budismo e a mais rigorosa.
Depois de tornar-se templo, o complexo foi crescendo, mas os edifícios foram destruídos em incêndios e mais tarde, novamente, nas guerras civis do período Muromachi, em 1467. Nanzenji foi reconstruído pela última vez, 130 anos depois. Muitas obras foram presentes de pessoas ricas e poderosas da época, por isso hoje conta com inúmeras peças artísticas e históricas.
A vasta área do complexo contava antigamente com pouco mais de 60 sub-templos, ou edifícios, hoje são apenas 9, nem todos abertos ao público.
Nanzenji é um dos templos mais tranquilos para ser visitado e vale pela imagem do aqueduto construído ao lado.
O imponente complexo Nanzenji tem um enorme portão simbolizando a entrada na parte mais sagrada , o Sanmon, Portão Três, que foi construído em memória aos mortos da Guerra Civil e concluído em 1628. É possível subir na ala superior do portão, com uma taxa de ¥500, e obter a vista da cidade de Quioto e do aqueduto, que fica ao lado. Em seu interior existem inúmeras pinturas e imagens de Buda.


Após o portão está o Salão Hattō, construído em 1909.

Além dos diversos edifícios, na área do Hōjō, tesouros nacionais, está o jardim zen, tipicamente do período Kamakura, onde também se realiza a cerimônia do chá. Para quem aprecia o zen budismo, vale a pena adentrar. A taxa para ingresso aos jardins é de ¥500.
Hōjō e Kohojo, tesouros nacionais.
A área que mais desperta a curiosidade dos turistas é a do belo e surpreendente aqueduto Suirokaku.
Ali se circula livremente, sem taxa.


O aqueduto, também tem uma história antiga e preservada.
Foi construído para levar água do Canal do Lago Biwa a Kyoto - fornecendo 97% do consumo até hoje - com a mais alta tecnologia da engenharia da época.

Parcialmente coberto por musgo, o aqueduto tem arquitetura diferente à do templo. Na época, baseada na incompatibilidade da arquitetura entre o templo e o aqueduto, a construção foi contestada, no entanto, hoje, com a aparência antiga, harmoniza-se com a paisagem do local.

A escadaria leva à parte de cima do aqueduto, onde existem outros sub-templos, ou edifícios.
Seguindo pela canal, um outro edifício antigo.
Uma trilha leva ao outro lado do templo e aqueduto, onde se obtém vista parcial de Kyōto.
Se você for de trem, ônibus ou taxi, poderá seguir a trilha, fazendo outra rota. Próximo da outra saída está a estação de trem Keage da Keihan Keishin Line.

Endereço: 〒606-8435 京都府京都市 左京区南禅寺福地町86
〒 606 - 8435 Kyōto-fu Kyōto-shi Sakyō-ku Nanzenjifukuchi-chō 86 
Fone para navi: 075-771-0365
Mapa


Quer saber mais sobre o Japão?
Curta a >>> fanpage.
Alguns eventos no Canal >>> YouTube.
Siga-nos também no Instagram e no Twitter.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Onde doar roupas usadas no Japão

Dino Adventure, o Parque de Dinossauros de Nagoya

Ameixeira, cerejeira, pessegueiro, quais são as diferenças entre essas flores?

Yakudoshi, as idades consideradas perigosas no Japão

Shichifukujin, os 7 deuses da sorte do Japão

Lenda japonesa: A Tecelã de Nuvens

Ilha de Takeshima, em Gamagori, Aichi

Lenda urbana do Japão: garrafas pet com água repelem gatos

Guarda-chuvas da amizade, o empréstimo gratuito de guarda-chuvas no Japão

Festival de Tulipas de Nabana No Sato, Nagashima, Mie