Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2014

Torii, os portais de santuários japoneses

Imagem
Torii, com dois "i", literalmente, em japonês, significa lar ou casa dos pássaros. 
Escrito com os dois ideogramas, 鳥居. lê se torii. Separados o primeiro quer dizer ave e o segundo, casa, lar, morada, habitação. Existem diversas teorias sobre a origem, inclusive relacionado ao nome, como poleiro de pássaros. Em nosso idioma é conhecido como portal xintoísta. Os torii não tem origem clara, porém está presente em todos os santuários e também em templos japoneses, construído sempre na entrada. Os portais também estão em pequenos edifícios, localizados em bairros, onde as pessoas vão acender velas, incenso e orar, fora de casa. Embora os torii sejam de origem xintoísta, estão presentes também em templos budistas, como na imagem abaixo. Também são atrativos, sendo construídos em lagos como este do Itsukushima Jinja, de Miyajima, Hiroshima. Ou em avenidas, para marcar a existência de um santuário próximo, como este abaixo, do Toyokuni Jinja, em Nagoya, Aichi. O objetivo é marcar a entra…

Udatsu, o símbolo de riqueza na era Edo, no Japão

Imagem
Movida pela curiosidade de ver uma exposição, que até então conhecia através de fotos, fui até a cidade de Mino, em Gifu.
A curiosidade era conhecer a tradição do papel japonês, através da exposição "Mino Washi Akari Art", cujas fotos exibiam cenário lindíssimo de luminárias em um lugar bastante antigo.
Foi então que conheci uma outra cultura, bastante enriquecedora.

O passeio foi no ano passado - já tem 1 ano - e só estou postando hoje, para que os amigos que aqui visitam possam também conhecer o local, já que a exposição acontece neste final de semana.
O que quero compartilhar é sobre "udatsu".
No período Heian era denominado Udachi, mudou para Udatsu, sendo assim chamado até hoje.
As antigas construções do Japão - ainda existem muitas -  maioria geminadas, facilitavam com que o fogo espalhasse para a casa vizinha, quando os incêndios aconteciam.
Udatsu nada mais é que uma decoração contra incêndio, feita de azulejos, anexada ao telhado em antigas casas japonesas…

Ema, as placas de desejos do Japão

Imagem
Quem circulou pelos templos ou santuários do Japão, e até mesmo pela net, já viu diversos modelos dessas placas de madeira que, a princípio, enfeitam e despertam curiosidades, mas muitos desconhecem o significado. Essas placas tem origem xintoísta, também encontradas em templos budistas para escreverem desejos ou agradecimentos. Ema é escrito com esses 2 ideogramas, kanji, 絵馬 , que significa placa de madeira. Separados, esses ideogramas tem signficados; o primeiro 絵 significa imagem e o segundo 馬 significa cavalo. Ema surgiu de uma antiga lenda, em que o cavalo era veículo dos deuses e, no período Nara, os cavalos eram doados aos santuários para pedir uma graça. Acreditavam que os deuses estariam mais propensos a ouvir orações e cumprir os desejos. Como os cavalos eram caros, passaram a oferecer imagens em madeira, argila ou papel.
Por isso, alguns templos ou santuários ainda exibem desenhos do cavalo nessas placas. No período Muromachi surgiram placas com desenhos de outros animais, com…