O nome do blog "Vidasemvoltas" mudou para Japão Cultura e Turismo

Praias do Japão

Apesar de o Japão ser um país insular, 30 km de litoral, com exceção a Okinawa e muitas outras famosas, não tem tantas belas praias como no Brasil. 
Isso não quer dizer que o Japão não tenha belas praias. 
Existem muitas lindas praias, com águas cristalinas e distinção Geopark. As praias, além de muito limpas, tem águas transparentes.
Praias de Okinawa, que tem temperatura tropical praticamente o ano inteiro e algumas com areias "importadas", ou seja, trazidas de outras países, são as mais atrativas. A maioria delas tem coloração escura, que alguns chamam de areia negra. A cor da areia tem influenciado no gosto, principalmente de estrangeiros.
Poucas são as praias com areia naturalmente clara no Japão.
A areia é composta por rochas ou corais que se desintegraram ao longo dos anos, esfregados através da água do mar e corrente do oceano.
A areia clara de Okinawa deve-se à carcaça de corais que, empilhadas há milhares de anos, tornaram as partículas mais finas.
A areia escurecida se deve aos vulcões, casos de praias próximas às áreas vulcânicas. Japão é uma ilha vulcânica e, por isso, tem muitas praias de areia escura.
Em alguns casos, a cor escura se deve ao rio que carrega sedimento da terra e, através das ondas, é depositado na areia. O mesmo acontece onde há rochas sujas com muito ferro e grama usada como solo.
Dependendo da região, a cor da areia é diferente; que alguns classificam como branca, amarela, avermelhada, cinza ou preta. 
Em Shikoku, Kyushu e Okinawa a areia é clara. 
Já na região de Kanto, Tokai e Honshu é escura. 
Não existe uma regra de cores das areias nas regiões do Japão, podendo ser encontradas claras ou escuras na mesma região, dependendo de alguns fatores ambientais.
A praia de Utsumi de Minamichita, em Aichi, região Tokai, é dita pelos japoneses como a areia mais branquinha, por ser clara.
Os japoneses não tem o costume de bronzear, nem de exibir pequenos biquinis; muito pelo contrário, fogem do sol, apesar de preferirem o verão. É normal encontrarmos pessoas praticamente "cobertas" de roupas, de mangas longas e sombrinha, circulando pelas praias. 
Embora hoje seja mais comum encontrar japoneses bronzeados, eles preferem manter a cor branca. 
Um país com curtíssimo verão e mais conhecido pelo frio intenso, a maioria prefere estações mais quentes.
Verão do Japão conta com sol escaldante, temperaturas altíssimas, alto índice de umidade e o melhor para se refrescar no Japão são rios e cachoeiras. À procura de sombra e água fresca, são as áreas mais frequentadas nos fins de semana no Japão, por quem prefere fugir do calor.
Muitas praias japonesas tem chuveiros a partir das máquinas de moedas.
Além dos banheiros com chuveiros que funcionam com moedas - e baratas - comercialmente falando, muitos particulares aproveitam a curta temporada pra faturar, instalando chuveiros em seus estacionamentos. 
Alguns oferecem serviços de chuveiro, disponibilizando sabonete, shampoo e condicionador a um preço mais salgado, além da simples ducha, ao ar livre, com direito a troca de roupa em local fechado, um pouco mais barato. 
Kyukeijo é uma opção interessante das praias do Japão. Traduz-se como área de descanso e são locais abertos, ventilados, de frente para o mar, coberta. É um espaço forrado com tatami, separados individualmente, ideal para quem tem bebês e idosos na família. Um local onde pode-se ficar à sombra e voltar para o "almoço" para quem leva.
Uma coisa muito importante é o bosai musem. Durante a temporada, informam previsão de tempo, principalmente possibilidade de chuva e trovoadas, raios e relâmpagos ou qualquer alerta. Orientam banhistas para não ingerir bebidas alcoólicas e cuidados com possível. 
Quando alguém se aproxima de área perigosa, o alto-falante avisa imediatamente sobre o risco.
Em algumas  praias existem regras, como músicas, uso bebidas alcoólicas e restrição às pessoas tatuadas.
Não é permitido vender comida ou bebida, nem fazer churrasco na área dos banhistas. A venda só pode ser feita nas cabanas, bares e restaurantes, fora da área dos banhistas. Muitas praias disponibilizam área própria para churrasco.
O sistema de locação de guarda-sóis, barracas, cadeiras e outros apetrechos podem ser encontrados na área de banhistas. As barracas ou guarda-sóis são alugados instalados.
Belas estradas à beira-mar, hotéis com vistas para o mar em locais aprazíveis não faltam.
É fácil encontrar restaurantes com vistas para o mar.
Na temporada, não faltam opções de lazer extras.
Parques temáticos oferecem descontos aos frequentadores das praias vizinhas. Passeios de barco e muitas outras opções são encontradas em qualquer praia do Japão.
No Japão costuma-se dizer que a temporada na praia está aberta ou fechada. Na temporada aberta, existem salva-vidas e todos os serviços oferecidos como banheiros/chuveiros. O período costuma ir até 31 de agosto. Fora da temporada, as praias ficam praticamente desertas.
Os tufões costumam aparecer muito durante o verão, isso faz com que a água do mar pareça suja, no entanto, são apenas algas e, dificilmente, são sujeiras provocadas pelo homem.
Nesse período também, provocadas pelo calor intenso, há pancadas de trovoadas, o que gera muita preocupação pelos japoneses.
É também após esta data e até um pouco dias antes, em torno de 2 semanas, começam a surgir as água-vivas.

Para saber mais sobre o Japão, curta a >>> fanpage e inscreva-se no Canal >>> YouTube.
Estamos também no Instagram e no Twitter.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Onde doar roupas usadas no Japão

Ameixeira, cerejeira, pessegueiro, quais são as diferenças entre essas flores?

Lenda japonesa: A Tecelã de Nuvens

Dino Adventure, o Parque de Dinossauros de Nagoya

Yakudoshi, as idades consideradas perigosas no Japão

Lenda urbana do Japão: garrafas pet com água repelem gatos

A arte contada em arte, por Lucille Kanzawa

Shichifukujin, os 7 deuses da sorte do Japão

Guarda-chuvas da amizade, o empréstimo gratuito de guarda-chuvas no Japão

Ilha de Takeshima, em Gamagori, Aichi