Última postagem

Tibet no Japão, o templo budista tibetano de Nagoya

Em meio às montanhas, localizado próximo ao Ryusenji e da área florestal de Higashitani, em Nagoya, Chang Valin - ou Chambarin como pronunciam os japoneses - é um templo tântrico tibetano, o único no arquipélago.
Fundado em abril de 2005 - construído ao longo de 4 anos - na área nobre do distrito de Moriyama, o templo tibetano de Nagoya possui os encantos e os mistérios do Tibet.
Fiel reprodução do Jokhang do Tibet, tem arquitetura completamente diferente dos templos budistas japoneses.
Clique na imagem para ampliar.
O budismo tibetano, também conhecido como lamaísmo, é citado mundialmente como o de Dalai Lama, que seguem ensinamentos do Buda, porém adaptados ao seu país.
Tudo é muito fascinante, são mandalas e espetacular colorida decoração.
O templo tem muito brilho, dentro ou fora. Na foto abaixo, o pagode que fica no topo.
Do outro lado, um outro salão.
Nas flâmulas, explicações das imagens dos deuses.
Mensagens de paz em vários idiomas nos pilares.
No interior desta capela mor, das muitas esculturas e pinturas exóticas - o principal objeto de decoração é o Buda de 12 anos. O interior, bem como as obras não podem ser fotogafadas e podem ser visualizadas no site do monge Kurikara AQUI <<< vale clicar, é exuberante!
Neste dia acontecia o Festival das Flores. Havia produtos à venda em tendas no estilo tibetano e algumas pessoas tipicamente vestidas. A imagem é do final do Festival.
Neste lado, as construções não são muito diferentes dos templos budistas japoneses.
As raposas de guarda em um edifício, após um torii, conhecido como portal xintoísta
No salão maior são realizadas as cerimônias de grande porte.

Existe uma trilha que leva a um santuário, um pequeno edifício rústico que faz parte do templo.

Monumento do Kotodama, obra recente do templo.

Jizo, protetor das crianças, mulheres grávidas e dos viajantes.
O local é agradável, talvez por desconhecerem, não havia turistas, muito comum em templos japoneses.
O horário de visitação do Templo é das 9h da manhã às 5h da tarde.
Junto do templo e o que está mais visível pra quem passa na rota, está a cafeteria tibetana.
Parukoru, como dizem os japoneses, trata-se do café Parkol.

No tranquilo ambiente, muitos quadros dos deuses e do Tibet. O clima é o mesmo do templo.
Funciona também como uma pequena lojinha de artigos tibetanos.
Famoso pelo chá de manteiga, outras iguarias típicas são servidas.


Aproveitei para fazer um lanche mais reforçado - por conta do horário - o curry típico, acompanhado de sopa, salada e água quente. No final, água gelada.

Endereço: 〒463-0815 愛知県名古屋市守山区青葉台101番地
Aichi-ken Nagoya-shi Moriyama-ku Aobadai 101
Fone para navi: 052-736-4888 


Comentários

Belezas Diversas disse…
O budismo tibetano é interessante, mas ainda prefiro a escola zen :)


Querida Leh,

É divino!

Eu conheço 2 pessoas que já visitaram e ambas disseram que há algo magico (místico) que envolve o espírito e dá vontade de voltar mais vezes.

Bjs

Postagens mais visitadas deste blog

Onde doar roupas usadas no Japão

Ameixeira, cerejeira, pessegueiro, quais são as diferenças entre essas flores?

Dino Adventure, o Parque de Dinossauros de Nagoya

Yakudoshi, as idades consideradas perigosas no Japão

Lenda japonesa: A Tecelã de Nuvens

Shichifukujin, os 7 deuses da sorte do Japão

Ilha de Takeshima, em Gamagori, Aichi

Guarda-chuvas da amizade, o empréstimo gratuito de guarda-chuvas no Japão

Lenda urbana do Japão: garrafas pet com água repelem gatos

Festival de Tulipas de Nabana No Sato, Nagashima, Mie