O nome do blog "Vidasemvoltas" mudou para Japão Cultura e Turismo

Frutas, flores e folhas: outono no Japão!

O intenso calor se foi para dar lugar às cores quentes, explodindo e embelezando a natureza.
Folhas verdes que se transformam em vermelho, amarelo, em tons suaves ou fortes, colorindo cidades, estradas, campos e montanhas.









É outono! Chegou acompanhado de ventos, chuvas fortes, tufões, marcando a divisão da estação.

Tempo de frutas: uvas (junho a outubro), peras (setembro e outubro), maçãs (setembro a janeiro),  tangerina (setembro a fevereiro), caquis, kiwi, figos.



Verão e outono são estações de colheita de frutas em fazendas. São fazendas que produzem frutas e abrem aos turistas, permitindo colher e degustar à vontade, geralmente em torno de uma hora.

Aqui, uma pequena amostra de uma fazenda com colheita de uvas. Mediante uma taxa de entrada, come-se à vontade. Em geral, paga-se pelas frutas que quiser levar para casa.

Lindas flores também brotam nesta estação, é tempo de jasmin do Imperador, solidaster,  susuki, higanbana, cosmos, crisântemos, impatiens, amor-perfeito, crista de galo, ciclamen, begônias, dentre muitas outras.
Kinmokusei (em japonês) ou jasmin do imperador é uma flor que surge quando a temperatura cai levemente. São belas e perfumadas.
Seitakāwadachisō ou Golden Rod, nome científico Solidaster, conhecida no Brasil como tango e decoram arranjos, brotam em qualquer lugar, geralmente no mato, em beiras de estrada. Não são vendidas em floriculturas, nem usadas em arranjos.


Akizakura (em japonês) ou cosmos florescem em qualquer lugar. Campos desta flor atraem turistas.

Susuki (em japonês) ou grama de prata japonesa, uma espécie de capim, também nasce no mato e às margens das rodovias, que juntas formam lindos campos.


Outono é também o tempo das folhas.

Se existe algo que me encanta - e também aprendi com eles - é ver como o povo japonês sabe como ninguém, respeitar e apreciar a beleza das plantas de cada estação. Saem de suas casas, ou da cidade onde moram para celebrar as maravilhas, muitas vezes, fugindo do conforto para uma aventura.
É tradição dos japoneses apreciar os pequenos detalhes em cada estação.

Primavera é tempo de apreciar as cerejeiras, hábito conhecido como hanami, no outono apreciam-se as folhas. Essas lindas folhas representam o outono japonês.

Momiji Gari ou Kōyō Gari 紅葉狩 indica as mudanças de cor das folhas das árvores de folhagem caduca .

O auge do Momiji gari é no mês de novembro, embora algumas regiões, as mais frias, iniciem em meados do mês de outubro.

As montanhas transformam-se em vermelho ardente e os japoneses usam a expressão Yama ga moeru, que significa "Montanha pegando fogo".

Essa prática vem desde o século 7. Era um elegante passatempo da aristocracia da época.
Assim como o hanami, passou a ser praticado pelos plebeus, realizando suntuosas festas, apreciando as belas paisagens outonais.
Essas folhas inspiraram poetas japoneses e existem inúmeros tanka e haiku (haikai) sobre o outono


Vento de outono
a silenciosa colina
muda me responde
(Matsuo Bashô)

Momiji também foram expressados nos teatros Noh e Kabuki.

Assim como as flores da cerejeira, as folhas de outono tem tempo bastante curto, usando a mesma comparação com os samurais que tem vida curta, porém honrada.

Muitos se deslocam nas regiões montanhosas para apreciar o momiji. Estas folhas laranja e vermelho fogo reinam majestosas nas colinas. As cores, que vão do amarelo-ouro ao vermelho-brilhante, impressionam.

Nas previsões  meteorológicas das emissoras de TV, inclue-se o status das folhas, exibindo por região,  como elas mudam dia a dia, assim como inúmeros sites da net.

Os japoneses também são conhecidos pelas iluminações espetaculares que fazem em eventos.
Tokugawa-en, Nagoya

Templos, santuários e parques atraem multidões pela explosão de cores diurnas e pelas iluminações noturnas, especialmente para o evento.

Feliz outono!

Mais novidades sobre o Japão, curta a >>> fanpage.
Alguns eventos no Canal >>> YouTube.
Siga-nos também no Instagram e no Twitter.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Onde doar roupas usadas no Japão

Ameixeira, cerejeira, pessegueiro, quais são as diferenças entre essas flores?

Dino Adventure, o Parque de Dinossauros de Nagoya

Yakudoshi, as idades consideradas perigosas no Japão

Lenda japonesa: A Tecelã de Nuvens

A arte contada em arte, por Lucille Kanzawa

Shichifukujin, os 7 deuses da sorte do Japão

Guarda-chuvas da amizade, o empréstimo gratuito de guarda-chuvas no Japão

Ilha de Takeshima, em Gamagori, Aichi

Lenda urbana do Japão: garrafas pet com água repelem gatos