O nome do blog "Vidasemvoltas" mudou para Japão Cultura e Turismo

Japonês é tudo igual?

"Ninguém é igual ninguém lá. Não é mesmo!" - disse a atriz Bárbara Paz, no vídeo abaixo:



"Acho que todo mundo deveria um dia passar pelo Japão, trazer essa cultura...", completa Bárbara Paz. Sábias palavras!


Quem teve a mínima oportunidade de circular pelo Primeiro Mundo, sabe o significado de respeito e não faz uso de certas brincadeiras, principalmente com tragédias.

"No Japão, como é que sabem quem está desaparecido? São todos iguais. Rsrsrsrsrs" Infeliz tweet que foi posteriormente apagado, por esta figura, por ocasião do tsunami que ocorreu ao nordeste do arquipélago.

Manifestações de repúdios estão, curiosamente, em diversos sites e blogs das regiões norte e nordeste brasileiro, e vou destacar apenas este artigo que alguém tomou o cuidado de dar um "print" no tweet.

E a briga continuou...



Discussões à parte, vamos ao que interessa.

1 - Parecer tudo igual, acontece em qualquer lugar, de um país para outro e até mesmo dentro do território brasileiro. Um sulista que vai ao norte ou nordeste, acha-os também todos parecidos, devido às características regionais, ou ao contrário, nortistas e nordestinos em terras gaúchas, em virtude da concentração de imigrantes da mesma etnia.
Isto nada mais é do que um problema neurológico, pois nosso cérebro guarda padrões de rostos do cotidiano, conforme o livro "O Cérebro Nosso de Cada Dia", de Suzana Herculano Houzel.

2- Preconceito, pós II Segunda Guerra: os imigrantes japoneses foram duramente discriminados, mas não vou entrar em detalhes. Apenas que pessoas "mais antigas" ainda cultivam um pouco dessa parte da história.
Se não conhece essa parte da História - afinal ela não é contada - existem vários e selecionei este artigo muito interessante - não deixe de ler - sobre o assunto.
Hoje em dia, entre os mais jovens, não se usa, ou é muito raro, este tipo de brincadeira.

Japonês é tudo igual?
A minha resposta é: sim!
Japoneses são iguais na honestidade, respeito, educação!
Existe uma lista enorme de coisas boas e atitudes e vou citar apenas algumas:

- Tecnologia: do simples ao complexo, ou seja, de um descascador de legumes a eletrônicos e veículos

- Praticidade: não perdem tempo, tudo está ao alcance de todos. Da limpeza a comidas prontas.
Não se perde tempo com limpeza, existem produtos e utensílios facilitadores, a preços acessíveis e comidas prontas, a qualquer hora, em lojas de conveniência, que ficam abertas 24 horas por dia.

Existem lojas que nunca fecham e, a maioria, qualquer que seja, inclusive telefonia, funcionam sábados, domingos e feriados.

Operações financeiras podem ser feitas em qualquer agência bancária, independente de horário, mesmo de Bancos diferentes.

- Gari: acho que não existe essa palavra por aqui. Cada um cuida do seu lixo, devidamente separados por tipos de lixos, com sacos específicos, os recicláveis são limpos, e levados em datas, horários e locais certos.

Lixos naturais são limpos através de voluntariados.
Abaixo, apenas uma amostra da limpeza das folhas que caem durante o outono, de um parque em Nagoya. São voluntários que fazem esse tipo de serviço.






- Em qualquer loja, Banco, repartição pública japonesa, não importa como você esteja vestido, por que ninguém aqui liga para "aparência", você é recebido com "Irashaimasse", que quer dizer Bem-vindo!

- Respeito no trânsito: pedestre em primeiro lugar. Crianças, idosos e cadeirantes tem o devido respeito.
Cruzamento e acesso de veículos jamais são bloqueados.



-Moda: Ao mesmo tempo em que ninguém está preocupado com a roupa que você está usando, como nós ocidentais, aqui tudo é moda. Aprendi que acompanhar a moda é andar igual a todos, não é não? Pois é, no Japão, ninguém está preocupado em ser igual a ninguém, cada um faz a sua.







Regina Casé que o diga, no vídeo abaixo. Não deixe de assistir, tudo que diz é o retrato do Japão:


Vamos então, ao recente acontecimento, tragédia natural. Não precisarei fazer comentários, basta assistir aos vídeos abaixo, que falarão por mim:









Exemplo de respeito ao ser humano e o povo japonês, sem "tietagem"




Japoneses são todos iguais, porque o Japão é único!

Comentários

Malu disse…
Excelente postagem!!!
Essa coisa de achar que são todos iguais é uma brincadeira de mau tom.
Realmente cada ser é ímpar.

Deixo-te um abraço

Postagens mais visitadas deste blog

Onde doar roupas usadas no Japão

Ameixeira, cerejeira, pessegueiro, quais são as diferenças entre essas flores?

Lenda japonesa: A Tecelã de Nuvens

Dino Adventure, o Parque de Dinossauros de Nagoya

Yakudoshi, as idades consideradas perigosas no Japão

Lenda urbana do Japão: garrafas pet com água repelem gatos

A arte contada em arte, por Lucille Kanzawa

Shichifukujin, os 7 deuses da sorte do Japão

Guarda-chuvas da amizade, o empréstimo gratuito de guarda-chuvas no Japão

Ilha de Takeshima, em Gamagori, Aichi